Os dez melhores lugares para wwoofar na Europa

Pra quem curte viajar e viajar no sentido mais amplo, original  e verde da palavra; foi publicado aqui sobre o esquema do WWOOF – hoje em dia acrônimo para Worl Wide Opportunities on Organic Farm.

Aqui cito os dez melhores lugares para wwoof na Europa, de acordo com o renomado jornal The Guardian.

1. Monte da Cunca, Algarve, Portugal
Monte da Cunca WWOOFing farm, Algarve, Portugal

If you want to combine your WWOOFing with a spot of Atlantic surfing or kayaking in a freshwater lagoon, head to Monte da Cunca in the south-western Algarve. “They call it WWOOFer paradise here,” says owner Klaus Witzmann, an Austrian engineer who has hosted volunteers for the past six years. WWOOFers work in the organic kitchen garden, build biodegradable straw-bale houses, decorate tourist apartments and look after the goats, donkey and horse. Accommodation is in caravans, motorhomes, tents or yurts and there is no TV or internet. Bordeira beach is a 15 minute walk through sand dunes; surfboards and bikes are free to borrow.

• Apply via WWOOF Portugal. More information: montedacunca.com.
Getting there: Trains run from Lisbon, Faro or Seville to Lagos. Buses run to Vila do Bispo or Carrapateira.

2. Wine and olives in Tuscany, Italy

Work on this family-run farm near Riparbella is limited to a civilised four hours per day. The land was converted to organic in 1981 and has welcomed WWOOFers since 1997. You can expect to tend the vineyards and olive groves as well as clearing land and cutting grass. Meals are mainly vegetarian and partially organic and there is room for two volunteers. WWOOFer accommodation is in a separate house with a shower and toilet, and is described as “rustic”. Minimum stay is one week and English speakers are preferred.

• Apply via WWOOF Italy.
Getting there: Riparbella is 42 miles from Florence but the nearest train station is Cecina on the west-coast line from Livorno or Pisa.

3. Goats and cheese in Cumbria, UK

Complement your new-found winemaking skills by learning about goat husbandry and cheesemaking on the Sprint Mill smallholding near Kendal. Host Edward Ackland has welcomed 100 WWOOFers since 2000, and activities centre around woodland maintenance, green woodwork techniques and a fruit and vegetable garden. You can also learn about basic blacksmithing and go river swimming in your time off – expect to work around five hours per day. First-time WWOOFers are welcome “It’s a non-commercial holding,” Ackland explains, “its about a quality lifestyle.”

• Apply via WWOOF UK.
Getting there: Take the West Coast mainline to Preston then take the Windemere train to Kendal.

4. Beekeeping in Piedmont, Italy

If you want to uncover the secrets of beekeeping, the Apicoltura Leida Barbara produces organic honey, queen bees and pollen as well as cultivating a small vegetable garden. WWOOFers stay in a private room with a bathroom. Food is mainly organic and vegetarians can be catered for. From April to August, volunteers are based in the mountains but spend autumn and winter back at the farm. English is spoken and the minimum stay is a week.

• Apply via WWOOF Italy.
Getting there: Take the Eurostar to Paris and a sleeper or daytime TGV to Milan. Alessandria is under an hour away by connecting train.

5. Growing vegetables in the Arctic, Sweden
Aurora WWOOFing farm, Sweden

The guesthouse at this remote retreat was once the village vicarage and usually welcomes paying guests for low-impact winter sports holidays. But owners Mikael and Maya have new ambitions to grow more of the retreat’s food and are now opening its doors to WWOOFers from late May to late September. “We didn’t ask for people to come but people asked to come here,” says Mikael, who hopes to establish a vegetable and herb garden 100km north of the Arctic Circle. Spend your free time exploring the surrounding pristine forests, rivers and wetlands. The retreat has a strong sustainability ethos – which is just as well as there is no rubbish collection.

• Apply via WWOOF Sweden. More information: auroraretreat.se.
Getting there: Overnight trains run from Stockholm to Kiruna or Gällivare and from Helsinki to Kolari. The hosts can collect you at any of these stations.

6. Sedlescombe organic wines, East Sussex, UK

Britain’s oldest organic vineyard now stretches across 23 acres in East Sussex, but began with just 2,000 plants in 1979. One of only four organic vineyards in the country, it has been developed by Roy Cooke and his family, who produce approximately 15,000 bottles of organic wine each year and have hosted WWOOFers for 25 years. Volunteers are generally independent, with use of internet, TV and sometimes a car. The minimum stay is a week and accommodation is in caravans with a communal meal with hosts Roy and Irma once a week. The busiest period is from Easter to November.

• Apply via WWOOF UK.
Getting there: The nearest train station to the vineyard is Battle, then it’s a taxi ride. Or take the train to Hastings and then the 349 bus towards Hawkhurst (every two hours).

7. Beauchamp, Dordogne, France
Beauchamp, WWOOFing farm, Dordogne, France

A 20-acre expanse of woods, gardens and orchard on the border of the Dordogne and the Gironde, Beauchamp was established 15 years ago as a not-for-profit community. Its aims are self-sufficiency, sustainability and the promotion of permaculture (agriculture and horticulture that mimic nature’s interdependencies and lessen the need for human intervention). Telephone, electricity and internet available, but no TV. Volunteers help with gardening, harvesting, building work and preserving produce for winter.

• Apply via WWOOF France. More information: beauchamp24.com.
Getting there: The hosts can pick you up from the local train station, Castillon-la-Bataille.

8. Eco-Frontiers ranch, Carpathian Mountains, Poland
Eco-Frontiers WWOOFing ranch, Carpathian Mountains, Poland

Within sniffing distance of the Ukraine border in south-eastern Poland, this sustainable ranch is entirely off-grid (powered with its own solar and wind power) and protects many rare species including several varieties of orchid. Built over two years of blood, sweat and skis on abandoned post-Communist agricultural land, the ranch is the brainchild of hosts Andrzej and Agnieszka. Around 10 WWOOFers a year help with gardening and work to do with the horses. In return, they get to stay in rooms usually reserved for paying guests. Minimum stay is one week.

• Apply via WWOOF Independents. More information: ecofrontiers.net.
Getting there: Take the train via Krakow to Ustrzyki Dolne where the hosts can pick you up. See their website for more travel options. (http://www.ecofrontiers.net/index.php?type=content&sname=Location

9. Carraig Dúlra organic farm & living skills bank, Co Wicklow, Ireland
Bushcraft at Carraig Dúlra WWOOFing farm, Co. Wicklow, Ireland

Carraig Dúlra is more than a family-run smallholding: it hosts courses ranging from sustainable building to bushcraft and beekeeping. After a six-month stint of volunteering in France, Italy and Croatia – with four children under 10 in tow – hosts Suzie and Mike set out to establish a WWOOFer community back home and have welcomed volunteers for the past three years. Everybody camps (including the hosts) and WWOOFers help with permaculture gardening, building work, beekeeping, water systems, courses and events. There is no electricity. Stays of 10-14 days are preferred.

• Apply via WWOOF Ireland. More information: dulra.org.
Getting there: Ferry to Rosslare from Fishguard or ferry to Dublin from Holyhead or Liverpool, then onwards by bus. Hitchkiking and carpooling are also popular.

10. Nadomak Sunca, Istria, Croatia
Nadomak Sunca WWOOFing NGO, Istria, Croatia

An unusual opportunity to WWOOF for a children’s NGO. Nadomak Sunca was set up in 1993, during the war in the former Yugoslavia, to provide long-term foster families for children who had been orphaned or otherwise displaced. Their work continues with disadvantaged youngsters. WWOOFers work in the organic garden, which feeds the foster families, and help out with the children’s therapeutic activities such as horseriding and gardening. Minimum stay is three months and there are some visa restrictions.

• Apply via WWOOF Independents.
More information: nadomaksunca.org.
Getting there: Take the train to Trieste in north-eastern Italy. Then take a bus to Buje, where the hosts will pick you up. The bus journey takes around an hour.

Leia o texto na ìntegra: 10 of the best wwoofing breaks in Europe

Outros posts relacionados
WWOOF – se podemos viajar, pra que trabalhar?
ZEGG, uma ecovila na Alemanha

Ecovilas na Itália

Os dez melhores lugares para wwoofar na Europa

Wwoofar ao redor do Mundo

Para quem  gosta de conhecer pessoas, visitar lugares bonitos, aprender culturas diferentes, tem interesse por sustentalidade e ama viajar;  ‘wwoofing‘ pode ser uma alternativa para as suas próximas férias.

WWOOF é sigla para World Wide Opportunities on Organic Farms (Oportunidades em Fazendas Orgânicas ao Redor do Mundo) – uma rede que existe  bem antes da net: 1971.Fundada no Reino Unido, a idéia inicial era apenas trabalhar em fazendas orgânicas nos finais de semana – Working Weekends on Organic Farm;  mas a demanda foi aumentando…e aumentou tanto que hoje a rede é  mundial.Mas o que é afinal? Basicamente são pessoas/ lugares, não necessariamente fazendas;  que se cadastram para receber viajantes que trabalham determinadas x horas por dia em troca de casa e comida orgânica.Há uma variação nas horas de trabalho. Na Austrália, por exemplo; são 4 a 5 horas – o que fica perfeito, pois ainda sobra tempo para conhecer arredores, as pessoas locais, ler, fazer nada  e etc.

O néctar neste estilo de viajar está nos encontros, na experiência de conhecer pessoas locais, viver como eles, sentir a cultura & estilo de vida, colocando a mão na massa em jardins, na terra…e às vezes não…tudo depende de quem te acolher e o que você estiver buscando…

Para participar, você precisa virar membro (a) da organização do país escolhido e daí você recebe um ‘guia’ com briefing dos hosts descrevendo as características e das necessidades locais.

Uma outra perspectiva do WWOOF é você querer receber alguém – há uma pequena taxa como forma de colaboração para a manutenção da rede.

Este não é o estilo de viagem para quem quer apenas viajar com pouca grana, é para pessoas que tem a paixão por conhecer exemplos de viver sustentável.

Em breve, vou colocar dicas de como fazer grana durante viagens…

EEEEêê…MUNDÃO…

EUROPA & ORIENTE MÉDIO

WWOOF Austria
Web: www.wwoof.at.tf

WWOOF Bulgaria
Web: www.wwoofbulgaria.org

WWOOF Republica Tcheca
Web: www.wwoof.cz

WWOOF Dinamarca
Web: www.wwoof.dk

WWOOF Estonia
Web: www.wwoof.ee

WWOOF França
Web: www.wwoof.fr

WWOOF Alemanha
Web: www.wwoof.de

WWOOF Irlanda
Web: www.wwoof.ie
Lists hosts in both Northern and Southern Ireland

WWOOF Israel
Web: www.wwoof.org.il

WWOOF Itália
Web: www.wwoof.it

WWOOF Portugal
Web: www.wwoofportugal.org

WWOOF Romania
Web: www.wwoof.ro

WWOOF Eslovenia
Web: www.wwoof.org/slovenia/

WWOOF Espanha
Web: www.wwoof.es

WWOOF Suécia
Web: www.wwoof.se

WWOOF Suíça
Web: http://zapfig.com/wwoof/

WWOOF Turquia
Web: www.bugday.org/tatuta/?lang=EN

WWOOF Reino Unido
Web: www.wwoof.org.uk

AMÉRICAS

WWOOF Belize

Web: www.wwoofbelize.com

WWOOF Canada

Web: www.wwoof.ca

WWOOF Costa Rica

Web: www.wwoofcostarica.com

WWOOF Mexico
Web: www.wwoofmexico.com

WWOOF Chile

Web: www.wwoofchile.cl

WWOOF Brasil

Web: www.wwoofbrazil.com

WWOOF Ecuador

Web: www.wwoofecuador.com

ÁFRICA

WWOOF Camerões
Email: wwoofcam.org@live.fr

WWOOF Ghana
Email: kingzeeh@yahoo.co.uk

WWOOF Sierra Leone
Web: www.wwoofsl.org

WWOOF Uganda
Email: bob_kasule@yahoo.com

PACÍFICO & ÁSIA

WWOOF Australia
Web: www.wwoof.com.au

WWOOF China
Web: www.wwoofchina.org

WWOOF India
Web: www.wwoofindia.org

WWOOF Japão
Web: www.wwoofjapan.com

WWOOF Kazakhstan
Web: http://kazakhstanwwoof.narod.ru

WWOOF Coréia
Web: www.wwoofkorea.co.kr/

WWOOF Nepal
Web: www.wwoofnepal.org

WWOOF Nova Zelândia
Web: www.wwoof.co.nz

WWOOF Filipinas
Web: www.wwoof.ph

WWOOF Taiwan
Web: www.wwooftaiwan.com

Não encontrou o país que procura? É que nem todo país tem uma sede organizada, para isso eles tem o WWOOF independens AQUI

Fonte: wwoof.org

Veja também:

  • Ecovilas no blog em diversos posts deste blog


Links Ecoturismo

http://www.venturas.com.br

http://www.ecobrasil.org.br

http://www.ecoturism.org
www.guiadecachoeiras.com.br
Informações sobre mais de 150 cidades do Sudeste do país, com enfoque especial nas cachoeiras existentes nos destinos.

www.oradical.com.br
Site especializado em esportes radicais, esportes de aventura, turismo de aventura e ecoturismo. Com atualização diária, oferece conteúdo relacionado a esportes praticados em terra, na água, no ar…

www.pegaleve.org.br
Site do Centro Excursionista Universitário (CEU) e WWF-Brasil com recomendações para se evitar agressões ao meio ambiente durante sua excursão;

www.purenz.com
Site oficial do governo da Nova Zelândia com dicas do que é possível fazer por lá;

www.ecoviagem.com.br
No Guia Eco Viagem o internauta encontra facilmente informações detalhadas sobre os principais destinos de ecoturismo no Brasil, além de informações sobre esportes de aventura, expedições, Parques Nacionais, previsão do tempo, últimas notícias, agenda de eventos e outros assuntos relacionados a Turismo e Aventura;

www.webventure.com.br
Na Webventure o objetivo é fornecer informações, produtos e serviços úteis e de alto valor agregado relacionados a esportes de aventura, turismo de aventura e ecoturismo;


www.familiaaventura.com.br
A revista família aventura agora remodelada e com muitas dicas para a suas viagens;

www.mountainzone.com
O melhor lugar para obter informações sobre as expedições que estão acontecendo ao redor do mundo;

www.gambarini.com.br
Adriano Gambarini fotógrafo e viajante profissional conta suas experiências e dá as suas dicas;

Embarcando na Arca Verde

No feriado passado, tive a oportunidade de visitar o Instituto Arca Verde .

viracaomontenegroArca Verde está à dois passos do Pico de Montenegro (1403m),  na cidade mais alta e fria do Rio Grande do Sul: São José dos Ausentes.

Em 5 de novembro de 2005, um grupo de amigos sonhadores começou a sonhar junto e torna realidade a cada dia este sonho de sustentabilidade.

A ecovila em si, ainda está em formação. E literalmente, nascendo. Durante a visita, nascia Miguel;  filho de Leandro e Bruna – casal fundador da Arca.

arca-verde1Achei super interessante ver a reciclagem do tonel de vinho para casa e loja, o que me remeteu à Escócia/ Findhorn Ecovillage que tem algumas casas de barris de uísque reciclado.

Me senti em Família e em poucos minutos, a troca de saberes era intensa e interessante.

Os papos fluiram em torno da sustentabilidade financeira, a mudança de valores, reciclagem, o urgente cultivo de super alimentos,  aprender com as ervas, simplicidade voluntária, economia solidária

nois-no-pico

E mais do que tudo, conversamos e concordamos em como é essencial criar os fundamentos do grupo, as formas de comunicação, os valores, o processo de decisões e o  design social da ecovila antes mesmo de qualquer construção.

Respeitar, Festejar, Amar….amar livremente!

Extasiados ao cânion, ficamos abertos para ouvir as dicas da Natureza. Qual a necessidade? Qual o presente? Qual a nossa função no local? Qual o potencial?

No silêncio, veio a PAZ.                                                                                                                                                           O potencial do lugar para retiros de silêncio é gritante.

O ar puro limpa a alma.                                                                                                                                          O silêncio, cala as dúvidas.                                                                                                                                                     A paz envolve, guia e eleva.

Quando eu estava lá, fiquei atenta a dois fatores: a acessibilidade e a produção de alimento – eu que não tô acostumada ao clima frio, fiquei feliz de ver a horta/pomar na ativa, descobri novos alimentos como a fisali,  re descobri o pinhão (você sabia que pode comê-lo assado?!) e me encantei o nó de pinha. E, estufas neste clima são uma mão na roda!

Só vi este vídeo quando eu voltei, mas coloco aqui pra você ter uma noção da tina- casa. Muito massa!

Muita coisa mudou desde que esta reportagem foi gravada. Há outras construções como o Yurt (totalmente reciclado!), o chuveiro agora é com serpentina que passa pelo fogão a lenha e agora também se pode fazer xixi no banheiro seco, pois conta com separador de urina.

A DICA? Vá preparado para o frio e com tempo.  Arca Verde tá num lugar de super visual, de enorme paz com toques de turismo rural nas redondezas.  E o melhor, você pode participar do programa de voluntariado deles…

AONDE? São José dos Ausentes/ Rio Grande do Sul.

QUANDO? Dá uma olhadinha no site pra ver a programação. Super importante pré contactar – sempre e em qualquer lugar, né!??

website: http://www.arcaverde.org

email: institutoarcaverde@gmail.com

Outra visão da visita: http://vidasustentavel.wordpress.com

Outras Ecovilas: https://viagensverdes.wordpress.com

Gostou? Mais dicas e links …….

Continue lendo

Ecovilas na America do Norte

Esta a gente cavou do fundo do baú!

Péricles Neto viajou por 5 anos por comunidades pela América do Norte e Canadá e aqui ele partilha um artigo que ele escreveu quando voltou – anos 70 talvez?

A idéia inicial era … Continue lendo

Sou um dos donos do mundo, sou um caminhante

Sou um dos donos do mundo, sou um caminhante.

* Domenico 54

O ser humano foi projetado para caminhar. Com uma mochila de 6 kg caminhamos aproximadamente 4 km por hora. Se caminharmos 6 horas faremos 24 km e teremos 18 horas para descansar em um dia. Em 10 dias teremos percorrido 240 km, em 20 dias 480 km e um mês 720 km.

O litoral do Brasil tem 7.367. Em 10 meses poderíamos conhecer, caminhando e descansando, todas as belíssimas praias de meu país.

Com um bom planejamento, um bom equipamento e tempo seremos donos do mundo É só caminhar.

Em uma caminhada precisamos ter certeza de que depois de 6 a 8 horas poderemos chegar em um lugar maravilhoso, com um bom chuveiro, deliciosas refeições e uma cama aconchegante. No Brasil temos inúmeros caminhos que propiciam essa maravilhas.

Vou apresentar um desses caminho :A TRILHA DO OURO.

LOCAL DE INÍCIO: CUNHA – SP

LOCAL DE TÉRMINO: PARATY – RJ

QUANTOS DIAS :pacotes com 2 a 5 dias

QUANTOS KILOMETROS : 55

GRAU DE DIFICULDADE: moderado com grande declive; em época de chuva a dificuldade aumenta; há apoio com mulas..

AVALIAÇÃO DAS ACOMODAÇÕES: rústica e aconchegante

AVALIAÇÃO DAS REFEIÇÕES: típica comida de tropeiros, feita em forno a lenha; muito boa.

BELEZAS NATURAIS : uma exuberante e preservada mata atlântica, um cachoeira com 200 m. (Cachoeira dos Veados), trechos preservados da antiga trilha do ouro calçado com pedras.

OUTRAS ATIVIDADES: cavalgada, mountain bike , pequeno rapel e travessias

PESSOAS : Guias atencioso;.você terá oportunidade de ter contato que gente simples e adorável; Marcelo, responsável pela trilha é uma pessoa espetacular dê um abraço nele por mim.

DICA : no final da trilha faça um rafting no rio Mambucaba ( reserve antes) e depois conheça a cidade de PARATY; se puder visite as suas ilhas.

MAIS INFORMAÇÕES : www.trilhadoouro.com.br

CONTATO: (55)(12) 3119-1205 – contato@trilhadoouro.com.br

Bom caminho !!!!!

Qualquer dúvida fale comigo, deixe comentário para Domenico.

* Domenico ama fazer caminhadas e tem experiências em várias outras!

Espanha – comunidades, ecovilas…

Eu ainda não fui, mas aqui estão alguns contatos na Espanha que fui coletando ao longo dos tempos…

Por favor, se você foi, vai, ou tem alguma info…coloque no comentário.

SPAIN

ARGAYALl – Place of Light
Valle Gran Rey , La Gomera / Canary Islands
34 0 992 697 008
info@argayall.com
http://www.argayall.com

BIO SOL
c/ El Cerro Nr.7, Lujar / Granada ( Andalucia )
43 0 670 658 027

CIELO ANCHO
29491 Algatocin /Salitre
34 0 608 952 226
Viallares@my.go.com

COLECTIVO MANZANARES
42315 Peralejo de los Escluderos/ Soria
34 0 975 186 426

COMUNIDAD A
Apdo 315 24400 Ponteferrada /Leon

COMUNIDAD WALDEN
Apartado 120 / 28350 Ciempozuelos/ Madrid

COOPERATIVA VALL D”ANGEL
Mas Den Miguelito/ 12170 San Mateu/ Castellon
34 0 946 471 073

EL PARDAL
Lista/ 23300 Villacarrillo – Jaen
34 0 953 128 171

ELS ALLEBELLONS
Av. Pla del Moli 6/ 43815 Santes Creus/ Tarragona
34 0 977 639 088
richardbologna@ctv.es

ELS ISARDS
Saleta del Mas / 17403 St Hilary Sacalm / Girona
34 0 972 866 642

EQUI LIBRE
Apdo 15 / 43570 Santa Barbara/ Tarragona
34 0 977 261 159

FINCA ATSCHAMAN
El Castillo- El Frontor/ 38788 Garafia/ Isla de la Palma/ Canaria
34 0 922 400 056

GUAYRAPA
43364 Montral/ Tarragona
34 0 977 760 156
guayrapa@teleline.es

LA ECOALDEA S.COOP. DE VALDEPIELAGOS
c/ Mayor/ 9/ 28170 Valdepielagos
34 0 918 416 045
solytierra@sinix.net

LA SEMILLA
Lista de Correos/ 11391 Facinas / Cadiz

LOS MOLINOS DE RIO DAS AGUAS
Buzon 2/ 04270 Sorbas/ Almeria
34 0 950 525 770

MANTAVENERO Y POIBUENO
24300 Bembibre/ Leon
34 0 987 693 216
androboz@jazzfree.com

RAMBLA ALASCAR
18813 Cuevas del Campo/ Granada

VECINOS DE PANO
Jose Luis, Kurt
Calle Unica/ s/n/ 22438 Pano ( Huesca)
34 0 974 347 000
pam@serviart.com